Chama Olímpica dos Jogos Olímpicos Rio 2016 é acesa na Grécia

·        A Chama Olímpica Rio 2016 foi acesa na tarde de hoje em Olímpia, na Grécia, marcando o início da celebração dos Jogos Olímpicos Rio 2016. 

·        A cerimônia teve discursos de Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016, e de Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional.

·        Antes de seu discurso, Carlos Arthur Nuzman prestou homenagem ao Brasil com um beijo na bandeira brasileira.

·        Já Thomas Bach, ao final de sua participação, agradeceu em português: Muito obrigado aos nossos amigos cariocas e a todos os brasileiros.

·        A Chama foi acesa pelos raios solares no Templo de Hera, em Olímpia, em condições meteorológicas perfeitas, nas mãos da Alta Sacerdotisa Katerina Lehou – atriz grega vestida com traje desenhado pelo estilista grego Eleni Kyriacou, pupilo de Alexander McQueen.

·        O acendimento da chama foi seguido pelo ritual da dança das sacerdotisas, uma coreografia de Artemis Ignatiou com música do compositor Giannis Psimadas.

·        A cerimônia seguiu com o início do Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 em solo grego.

·        A Tocha Olímpica Rio 2016 foi acesa pela primeira vez nas mãos do ginasta grego Lefteris Petrounias, que na semana passada conquistou a medalha de prata no evento-teste de ginástica artística, realizado no Rio de Janeiro.

·        Ele foi o primeiro condutor a correr com a Tocha, percorrendo o Estádio Antigo e seguindo até o Monumento Pierre de Coubertin.

·        Lefteris passou a Chama Olímpica para Giovane Gávio. O ex-jogador de vôlei, bicampeão Olímpico, foi o primeiro brasileiro a conduzir a Tocha Olímpica Rio 2016.

·        O Revezamento segue pela Grécia, incluindo a icônica cidade de Maratona (Marathonas), em um percurso de mais de 2 mil quilômetros.

·        No total, são 450 condutores da Tocha Olímpica na Grécia, incluindo um refugiado sírio, cujo nome ainda não foi revelado. Ele carregará a Tocha na zona onde há mais refugiados e migrantes, chamada de Eleonas, a oeste de Atenas.

·        A chegada a Atenas acontece na quarta-feira, dia 27, no Estádio Panathinaiko, dos históricos Jogos Atenas 1896. Nesse dia, será realizado o encerramento do Revezamento grego da Tocha Olímpica, com show do pop star grego Sakis Rouvas.

·        É nesse dia que a Chama Olímpica passará oficialmente para o Rio 2016.

·        Dois dias depois, o destino é Genebra, na Suíça, para uma cerimônia na Organização das Nações Unidas (ONU). No domingo, dia 30, a Chama será levada ao Museu Olímpico, em Lausanne, onde fica a sede do Comitê Olímpico Internacional (COI). 

 

Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

“É uma honra viver este sonho. O sonho dos Jogos Olímpicos no Rio, o primeiro na América do Sul. Vamos lembrar esse momento para sempre. Os Jogos Olímpicos brasileiros começam hoje com o acendimento da Chama Olímpica, que significa esperança para todos nós. Ele traz a luz da paz e do espírito de Trégua Olímpica. Ela também traz uma mensagem que pode e irá unir o nosso querido Brasil, um país que vive um momento desafiador na sua busca por um futuro melhor. O Rio está pronto para fazer história. Estamos extremamente orgulhosos de ter chegado tão longe”.

 

Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional.

“Estamos reunidos hoje sobre os locais sagrados de Olímpia, onde a civilização grega celebrou pela primeira vez os Jogos. Enquanto o mundo se prepara para se reunir no Rio de Janeiro, para os XXXI Jogos Olímpicos, somos lembrados do poder do esporte para unir as pessoas. A partir daqui a Chama Olímpica vai espalhar os valores Olímpicos de tolerância, solidariedade e paz para todos os brasileiros e a todas as pessoas do mundo. Juntamente com os nossos amigos do Brasil, estamos escrevendo a história. Pela primeira vez, os Jogos Olímpicos serão realizados na América do Sul. O Rio de Janeiro fornecerá um palco espetacular para mostrar o melhor do espírito humano. Em algumas semanas, o povo brasileiro vai acolher com entusiasmo o mundo e surpreender-nos com a sua alegria de vida e sua paixão pelo esporte”.

 

Giovane Gávio, ex-jogador de vôlei e bicampeão olímpico, primeiro condutor brasileiro

“Receber a Tocha aqui nesse lugar sagrado foi único e estou emocionado. Um daqueles momentos que fica na memória, a sensação de que o mundo parou. Eu ajoelhei, corri e me diverti. Estou aqui representando os atletas e para inspirar os brasileiros. Os Jogos são do Brasil e temos de viver isso intensamente. O esporte não pode ser feito só por conquistas de medalhas, junto com a educação ele pode transformar vidas. Esse é o grande legado que os Jogos vão deixar para o nosso país”.

O Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 tem patrocínio de Coca-Cola, Nissan e Bradesco.

Sobre Sala de imprensa

Termos de Uso

Broadcasters Detentores de Direitos (RHBs): Os RHBs podem fazer a transmissão do Revezamento da Tocha Olímpica no Brasil, de forma não exclusiva, de acordo com os termos de seus respectivos contratos firmados com o COI.

Broadcasters Não Detentores de Direitos (Non -RHBs): Os Non -RHBs podem fazer a transmissão do Revezamento da Tocha Olímpica no Brasil (com exceção das cerimônias de abertura e encerramento), de forma não exclusiva, pelo prazo máximo de 36 (trinta e seis) horas após o evento. Qualquer transmissão relacionada a este evento, deve ser realizada de forma estritamente jornalística, sem criar ou ser apresentada como um programa focado no Revezamento da Tocha Olímpica.

Nenhuma associação comercial / promocional será permitida na cobertura do Revezamento da Tocha Olímpica. Principalmente, a transmissão do Revezamento da Tocha Olímpica não poderá (i) ser patrocinado ou de qualquer for criar uma associação que crie a impressão de que o Non -RHBs e/ou qualquer entidade sem autorização e/ou seus produtos são conectados ou associados ao Revezamento da Tocha Olímpica, ao Jogos Olímpicos, ao COI e/ou ao Movimento Olímpico e (ii) implique, sugira ou represente os Non -RHBs como sendo detentores oficiais dos direitos de transmissão e/ou parceiros do Revezamento da Tocha olímpica, dos Jogos Olímpicos, do COI e/ou do Movimento Olímpico.

Cerimônias de Abertura e Encerramento: A parte do revezamento que ocorrerá durante as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos faz parte dos direitos exclusivos concedidos aos RHBs e qualquer transmissão pelos Non-RHBs deve ser realizada em observância às Novas Leis de Acesso do COI.

Terms of Use

Rights Holding Broadcasters (RHBs): RHBs may broadcast the Olympic torch relay in Brazil, on a non-exclusive basis, in accordance with the terms of their respective media rights agreement with the IOC.

Non-Rights Holding Broadcasters (Non-RHBs): Non-RHBs may broadcast the Olympic torch relay in Brazil (with the exclusion of the opening and closing ceremonies), on a non-exclusive basis, for a maximum of 36 hours after the event. Any such broadcast must be positioned as news only and not to create, or be positioned as, Olympic torch relay focused programming.

No commercial/promotional association is permitted with the coverage of the Olympic torch relay. In particular, broadcast of the Olympic torch relay may not (i) be sponsored or otherwise be associated in any way to give the impression that Non-RHBs and/or any unauthorized entities and/or products are linked to or associated to the Olympic torch relay, the Olympic Games, the IOC and/or the Olympic Movement and (ii) imply, suggest or represent Non-RHBs as being official rights holding broadcasters and/or partners of the Olympic torch relay, the Olympic Games, the IOC and/or the Olympic Movement.

Opening and Closing ceremonies: The part of the torch relay occurring during the opening and closing ceremonies of the Games is part of the exclusive rights granted to RHBs and any broadcast by Non-RHBs must comply with the IOC News Access Rules.