Tocha usada para acender a pira Olímpica vai à leilão

Site www.leilaooficial.rio2016.com já possui milhares de produtos à disposição do público e permite manter viva parte da história do esporte

222025 0b6a2114 editar 9c1d74 large 1471376512

O ex-maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima foi o grande homenageado na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos ao acender a pira. Agora, a tocha usada por ele para esse momento histórico está ao alcance do público no Leilão Oficial dos Jogos Rio 2016. O item de memorabília foi autografado pelo medalhista olímpico e está disponível para lances, junto com milhares de outros produtos dos Jogos Rio 2016, no site www.leilaooficial.rio2016.com.

 

“Esta tocha rara é, sem nenhuma dúvida, o objeto mais excepcional que já tivemos o privilégio de oferecer”, afirma Jon Curleigh, do Grupo Pursuit3, licenciado do leilão oficial de memorabília dos Jogos Olímpicos Rio 2016. “É uma honra para a gente, principalmente porque o Vanderlei é reconhecido em todo o mundo por compartilhar o espírito olímpico. Em homenagem a esse excepcional atleta, também criamos uma edição especial limitada de tochas assinadas por ele”, completa.

 

Vanderlei Cordeiro de Lima é um herói brasileiro desde 2004, quando conquistou a medalha de bronze na maratona dos Jogos de Atenas. Depois ele se tornou o primeiro, e até hoje único, atleta latino-americano condecorado com a medalha Pierre de Coubertin, a maior honraria humanitária-esportiva oferecida pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

 

“Definitivamente jamais vou esquecer dos Jogos Rio 2016. Foi uma honra acender a pira olímpica no Maracanã lotado e agora vou ajudar a manter viva a chama olímpica. Qualquer pessoa do mundo tem a oportunidade de adquirir essa tocha tão especial, mas tomara que ela permaneça no Brasil”, diz Vanderlei.

 

Os apaixonados por esporte que quiserem ter uma recordação história da primeira edição dos Jogos Olímpicos na América do Sul já podem acessar o site. Ao todo serão cerca de 15 mil peças de memorabília, uma tradição mundial. Os colecionadores que adquirem os itens se tornam guardiões da história e ajudam a valorizar a memória de toda a jornada esportiva.

Download PDF
Download PDF
Sobre Sala de imprensa

Termos de Uso

Broadcasters Detentores de Direitos (RHBs): Os RHBs podem fazer a transmissão do Revezamento da Tocha Olímpica no Brasil, de forma não exclusiva, de acordo com os termos de seus respectivos contratos firmados com o COI.

Broadcasters Não Detentores de Direitos (Non -RHBs): Os Non -RHBs podem fazer a transmissão do Revezamento da Tocha Olímpica no Brasil (com exceção das cerimônias de abertura e encerramento), de forma não exclusiva, pelo prazo máximo de 36 (trinta e seis) horas após o evento. Qualquer transmissão relacionada a este evento, deve ser realizada de forma estritamente jornalística, sem criar ou ser apresentada como um programa focado no Revezamento da Tocha Olímpica.

Nenhuma associação comercial / promocional será permitida na cobertura do Revezamento da Tocha Olímpica. Principalmente, a transmissão do Revezamento da Tocha Olímpica não poderá (i) ser patrocinado ou de qualquer for criar uma associação que crie a impressão de que o Non -RHBs e/ou qualquer entidade sem autorização e/ou seus produtos são conectados ou associados ao Revezamento da Tocha Olímpica, ao Jogos Olímpicos, ao COI e/ou ao Movimento Olímpico e (ii) implique, sugira ou represente os Non -RHBs como sendo detentores oficiais dos direitos de transmissão e/ou parceiros do Revezamento da Tocha olímpica, dos Jogos Olímpicos, do COI e/ou do Movimento Olímpico.

Cerimônias de Abertura e Encerramento: A parte do revezamento que ocorrerá durante as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos faz parte dos direitos exclusivos concedidos aos RHBs e qualquer transmissão pelos Non-RHBs deve ser realizada em observância às Novas Leis de Acesso do COI.

Terms of Use

Rights Holding Broadcasters (RHBs): RHBs may broadcast the Olympic torch relay in Brazil, on a non-exclusive basis, in accordance with the terms of their respective media rights agreement with the IOC.

Non-Rights Holding Broadcasters (Non-RHBs): Non-RHBs may broadcast the Olympic torch relay in Brazil (with the exclusion of the opening and closing ceremonies), on a non-exclusive basis, for a maximum of 36 hours after the event. Any such broadcast must be positioned as news only and not to create, or be positioned as, Olympic torch relay focused programming.

No commercial/promotional association is permitted with the coverage of the Olympic torch relay. In particular, broadcast of the Olympic torch relay may not (i) be sponsored or otherwise be associated in any way to give the impression that Non-RHBs and/or any unauthorized entities and/or products are linked to or associated to the Olympic torch relay, the Olympic Games, the IOC and/or the Olympic Movement and (ii) imply, suggest or represent Non-RHBs as being official rights holding broadcasters and/or partners of the Olympic torch relay, the Olympic Games, the IOC and/or the Olympic Movement.

Opening and Closing ceremonies: The part of the torch relay occurring during the opening and closing ceremonies of the Games is part of the exclusive rights granted to RHBs and any broadcast by Non-RHBs must comply with the IOC News Access Rules.